9.8.09

(feliz) dia dos pais

não bastasse todo o caos dessas férias literalmente intermináveis. hoje, no dia dos pais, fui esquecido. óbvio: não tenho filhos, mas tenho um pai e dois irmãos que não fizeram a mínima questão de me avisar onde seria a "comemoração" desse bendito dia.

em conversa com fulaninha ontem no shopping chegamos à conclusão de que pai é um saco. tudo é difícil. comprar presente, agradar, dar carinho, receber carinho etc. claro que isso não é consenso. há, sim, muitos pais bacanões. aqueles que deixam tudo fácil.

minhas reclamações serão sempre constantes até o dia em que o meu resolver deixar-se ser pai. não tenho raiva, rancor e nenhum sentimento mau. com certeza já tive, minha adolescência não foi nada fácil. hoje em dia eu enxergo muitas coisas das quais eu antes, quiçá tinha idéia que aconteciam. cresci. acho que foi isso. e se não foi, pelo menos vejo com outros olhos a situação entre meu pai e minha família. porém, queria muito que as coisas fossem facilitadas. eu já coloquei todas as minhas armas de canto e estou só esperando o momento pra poder abraçar com carinho e vontade meu pai e poder desejar no citado dia, um feliz dia dos pais, mesmo não sendo a data que convenciounou-se como essa.

quero muito, mesmo, poder ter esse prazer ainda e viver um pouco mais tranquilo. mas como toda relação que envolve duas pessoas não depende apenas de uma para a melhora, espero que um dia ele queira chegar a esse ponto de equilíbrio entre nós dois. com certeza eu fui o carro chefe de muita mudança na cabecinha do sr. supracitado, porém quero mais. mais pra poder ver ele mais feliz e tranquilo, pra vê-lo descansar e não criar mais cabelos brancos aos 40 anos. já tentei muito, já desisti, hoje eu espero por ele que consiga crescer tanto quanto eu consegui de uns tempos pra cá.

além do mais, tenho certeza de que é uma das poucas pessoas que mexe profundamente comigo: não é à toa que eu penso estar louco. mas enfim...

seguindo a linha clichê: te desejo um feliz dia dos pais. e queria que essa simples frase fosse tão fácil de dizer na tua frente, quanto foi fácil escrever aqui. acho que um dia a gente vai chegar lá. obrigado por tudo e tenta melhorar por todos nós.

[rafa posta aqui em dias de chuva intensa e que o faz pensar profundamente sobre tudo. fulaninha estava junto na hora de seu roubo não intencional, porém consegue manter a linha e pensar sobre assunto sérios juntos comigo. volto assim que algo me chame atenção e faça-me escrever]

4 comentários:

Alice disse...

sorte que esses fulanos nos ajudam a pensar melhor sobre as coisas e também a não roubar lojas.

taí, os pais deveriam tentar deixar-se ser pais. certamente (?!) seremos pais diferentes.

Rafael disse...

me achei tão melancólico...

Larissa disse...

a facilidade com a qual eu dou feliz dia dos pais pro meu pai todos os anos não encobre a merda de relação que nós temos. no meu caso, eu acho que desisti de ver as coisas melhorarem, e quando se aceita que não há outra forma, que não podia ser diferente... as coisas ficam mais fáceis.

saudade tua, porra.
(blog novo, de novo haha)

beijão

Di disse...

entender os nossos pais???

Acho que só sendo pai um dia para tentar entender, algo mínimo, que seja!