7.6.09

bonitos também sofrem [parte 2]: a teoria.

bom, começo dizendo que muito provavelmente, ao final de teorizar algumas coisas, muitos irão rir, outros odiar e outros até vão parar pra pensar. eu, mesmo, só quero expor algum sentimentalismo sobre o que eu penso.

clip_image001

deixando um pouco de lado explicações, vamos ao ponto de onde surgiu esse conceito complexo. certo dia um amigo (e colega de faculdade) me faz a seguinte pergunta numa tarde meio cinzenta: “rafa, como é ser bonito?” à luz da questão, dei uma boa e alta gargalhada e não respondi. primeiro, por não me considerar e me enquadrar na legenda de “bonito”, segundo porque eu não tinha como dar uma resposta àquela pergunta tão impertinente.

pela definição:

bonito

bo.ni.to

adj (cast bonito) 1 Agradável à vista, ao ouvido ou ao espírito.2 De rosto agradável. 3 Nobre, generoso. 4 Bom, apetecível.Antôn (acepções 1, 2 e 3): feio. sm 1 Brinquedo de criança. 2Ictiol Nome comum a vários peixes da família dos Escombrídeos, intermédios em tamanho e outros característicos entre a cavala e o atum, que é maior. 3 IctiolO mesmo que bonito-pintado. 4 Ornit O mesmo que gaturamo-verdadeiro. B.-cachorro: peixe marinho, da família dos Escombrídeos (Auxis thazard), de carne muito oleosa, pouco apreciada como alimento; cachorro. B.-de-barriga-riscada:peixe marinho da família dos Escombrídeos (Gymnosarda pelamis). B.-do-campo: ave da família dos Traupídeos, espécie de gaturamo (Chlorophonia cyanea cyanea). B.-pintado: peixe marinho da família dos Escombrídeos (Gymnosarda alleterata); bonito, curuatá-pinima. Bonito! ou muito bonito!: exprime desagrado e reprovação perante algo que, na realidade, se acha feio e ruim.(HTTP://michaelis.uol.com.br)

então, o que seria ser bonito? em verdade, ser bonito está apenas à definição de quem acha o outro ser bonito. totalmente ligado ao sentido que a primeira pessoa tem sobre a terceira pessoa. classificar bonito remete à uma outra definição: a de beleza.

segundo a wikipédia:

a beleza é uma experiência, um processo cognitivo ou mental, ou ainda, espiritual, relacionada à percepção de elementos que agradam de forma singular aquele que a experimenta. suas formas são inúmeras, e a ciência ainda tenta dar uma explicação para o processo.

o conceito é humano, mas suas expressões são próprias da natureza, pois em parte está assentado sobre diretrizes biológicas que são ativas em inúmeras espécies superiores de seres vivos, como por exemplo, as aves e os mamíferos. através deste aspecto, a beleza pode ser compreendida como elemento importante no processo evolutivo das espécies em questão. até então, a beleza pode ser mensurável, já que está subordinada a padrões específicos. mas no universo humano, ela não se resume a isso.

clip_image002

voltando, o fator beleza está estritamente relacionado àquilo que está fora de nós mesmos. pelas definições históricas e filosóficas, a beleza define-se por padrões. porém, fica claro que estes padrões são mutáveis. pensando pela época do renascimento, os padrões de beleza são totalmente opostos aos padrões de hoje. a amiga gordinha de hoje, se vivesse no renascimento, seria a gata gostosa; as curvinhas e sobrinhas eram muito valorizadas. nem tanto tempo atrás, isso ainda era muito valorizado. já dizia minha bisavó que em sua época muito distante as mulheres eram comparadas às vacas. não, querido leitor, não tenho descendência indiana. apenas a comparação justa da época era a seguinte: estamos em um campo e estamos à procura de uma vaca para a nossa fazenda. qual seria a escolhida? obviamente aquela que parecia mais saudável. qual era o conceito de saudável? aquela vaquinha linda e mais gordinha possível.

hoje em dia o padrão de beleza é outro. falando sobre ambos os gêneros - e bem por cima, mulheres devem ser magras e homens fortes. em todo o caso, o padrão de beleza do homem sempre foi mais encoberto pelo padrão de beleza da mulher, afinal a mulher, maior parte do tempo, foi o objeto (leia-se objeto num sentido bom) de desejo e de admiração; falo das musas inspiradoras, ninfas, sereias, etc. o padrão masculino desde muito tempo vem do fato de o homem ser alto e forte; aquele padrão que definiria um bom pai de família, um bom protetor à mulher e sua cria e, outras coisas do gênero. claro que, com o tempo, e hoje em dia isso é muito expresso, a beleza masculina tem mudado e com grandes mudanças referente a qual tipo de homem se espera na modernidade. as mulheres por outro lado, hoje em dia têm se transformado em modelos dos quais jamais foram vistos antes, aquele modelo de magreza extrema. ao meu ponto de vista, a beleza feminina (e aqui falando apenas da parte externa) não pode ser ligada às mocinhas que tem doencinhas psicológicas do tipo bulimia e anorexia. esses distúrbios, pasmem, vieram à tona após a onda mundial da magreza. essa onda estética -e aqui outro termo muito contraditório- veio junto com a evolução do homem, da comunicação e por aí vai. é fácil então dizer o porquê da mudança dos padrões. tudo gira em torno de épocas, valores, conceitos, formas de vida e sociedade.

a intenção aqui era continuar falando sobre o fato do “bonito”, não excluindo a palavra bonita, claro. o fato continua sendo aquela pergunta que ficou ecoando na minha cabeça. como é ser bonito? se alguém tem um grande amor próprio e pouquíssima vergonha na cara, por favor, se jogue e nos diga. conceituar beleza, belo, bonito e todas as suas formas morfológicas é complicado.

clip_image004

no meu caso, tenho a idéia de ser bonito pelos outros (e não gente, isso não é “se achar”). já ouvi isso muitas vezes, porém tenho a plena consciência de mim e claro, lembrando sempre que a beleza está nos olhos de quem vê; nem a todos eu agrado. porém, você aí que me lê com certeza é bonito ou bonita. e aqui entramos em outra discussão, ser bonito aos olhos de alguém, implica mais que apenas a beleza estética (e viva a junção de termos extremamente abertos em questão de significado), implica todo um conjunto social conjugado. quem nunca conheceu um gatinho ou uma gatinha na balada, na rua, no bus e achou aquele, o amor de sua vida, tudo mentalmente resolvido pela estética bonita da pessoa? aí, acontece o pior. todos os nossos sonhos (por que por este tempo já estamos casados, com filhos e morando em uma linda casa) vão por água abaixo, porque conhecemos a pessoa e ela tem uma beleza interior, nem tão fascinante assim (pra não dizer totalmente deprimente e a gente até pensa que nem nascendo de novo vai ajudar). a tal beleza interior interfere – e muito!- na beleza exterior, ou estética.

em suma, tentei teorizar, amigo, o que é a beleza. temos que entender que será uma tarefa árdua e nada do que eu escrevi aqui é uma grande novidade. apenas algumas poucas verdades sobre as quais é possível a gente começar a pensar e entender o fato de como é ser bonito e finalmente chegar ao tão aclamado fato de explicitar melhor o porquê de os bonitos também sofrerem.

quer saber mais? joga tudo no Google e na Wikipédia e pergunte aos oráculos sobre: beleza,estética e afins.

[rafa tem tido pouco tempo de ociosidade nestes últimos dias. tem-se mostrado ferrenho em suas lutas e jornadas diárias. escreve sempre que o fator beleza torna-se algo muito valorizado pelos outros e isso acaba o irritando profundamente. fuma e é bonito por aqui sempre que pode e fica com vontade de por a cara à tapa]

9 comentários:

Di disse...

penso que 'bonito' é tudo aquilo que o coração sente!

Ótimo post Rafa...

Uma BONITA semana pra ti!

;)

Alice disse...

já tive algumas conversas sobre 'o bonito' nesta vida e, pra mim, beleza é algo completamente subjetivo.

por falar nisso: morram os padrões!

;]

Hainzenreder, L.S. disse...

de agora em diante eu só vou olhar pra ti e dizer: "Ai, Rafa! Que apetecível que tu estás hoje!"

:D

Fala garoto, fala garota. disse...

Concordo com a Alice, subjetivo com certeza. Mas tem gente que é consenso, em último caso, por ter as duas metades do rosto simétricas. E tem ainda aquelas "belezas consensuais" que não são nada "sensuais" aos meus olhos... sem sal, sabe?

Rafael disse...

concordo plenamente. mas nem todo consenso é consenso também. volta o cão arrependido ao fato da subjetividade. tá só nos olhos de quem vê mesmo...

mas que todos sofrem, ah! sofrem!

Luiza disse...

oi!
entao, acho que o conceito de bonito é algo que está ligado diretamente ao avaliador da beleza alheia, é mais ou menos a mesma coisa que amor a primeira vista (mas de uma abrangencia maior de afetados), um estimulo que o apaixonado está sentindo e que nao necessariamente afeta as outras pessoas que viram a mesma coisa. alias, sera que amor a primeira vista existe? é um bom topico para dia dos namorados, estava pensando nisso depois que vi um video exatamente sobre isso (http://www.youtube.com/watch?v=P3BA17tS3n4), enfim, espero ter ajudado :)
beijos!

Rafael disse...

Oi Luiza, obrigado pela colocação. e sim, concordo plenamente com as ideias ditas: existe mesmo amor à primeira vista?

seja bem vinda e volte sempre!

W. Fernandes disse...

A história da beleza (padrões) é interessante e pelêmico (campo minado). Mas seu discurso foi bem estruturado e imparcial, parabéns.

Mas isso é superficial, e digo isso não por ser suréfulo, mas que define a primeira impressão (foto de orkut, por exemplo), em contatos mais avançados, vai o que a pessoa é. Se é sorridente, (UP-) e se esmera em fazer o frupo rir etc, as pessoas dão um foda-se às suas espinhas ou ao olho vazado rsrsr
Meu pai tem preconceito contra caras tatuados, mas connheceu um camarada meu q tem, mas que foi taõ gente-boa com meu pai, que ele mandou chamar o cara pra vir aqui em casa ver futebol. Esse é o carater superficial da beleza.

Abraço!

Rafael disse...

concordo com o novo visitante. é algo totalmente superficial. o que me impressiona é o fato de um ser que pra mim pode ser lindo tanto "por dentro e por fora" e pra outra pessoa não. é algo muito subjetivo e interno ao meu pensamento sobre o mundo.
hoje mesmo tive uma discussão sobre sermos espelhos das outras pessoas, afinal, nos damos bem com algumas e outras não, enfim, o fato era a ideia de sempre querermos nos vermos no outro que nos é mostrado. a pessoa acaba se tornando parte de nós.

para mais, olhem "quero ser john malkovich" e de repente entenderão essa ideia um pouquinho melhor!

obrigado pela visita, W. Fernandes, volte sempre!