9.12.08

seriam os espíritos?


final de dezembro chegando. aquela sensação de correria de final de ano a mil. todo mundo com os sentimentos à flor da pele: algumas despedidas; festas com gosto de passado espelhando um futuro novo, cheio de novas esperanças e vontades; conversas sobre passado, presente e futuro, tudo regado à muita risada e descontração; abraços sinceros e necessários; amigos secretos inacreditavelmente criativos; muita festa; muitas lágrimas...

tudo que chega agora são as lembranças de um 2008 extremamente nervoso, que veio com tudo por cima de mim, não posso dizer que fui um grande campeão, com certeza não venci todas as batalhas, mas pelo menos bati retirada com muita elegância e jurando vingança pra próxima, que com certeza vinha mais arrebatadora, mas eu sempre tentava ao máximo vencê-las. afinal, durante essa guerra de 2008 muitos se juntaram ao meu front de batalha, alguns foram e voltaram com tudo, mesmo agora no finalzinho, porém estão novamente comigo, outros viram os meus ferimentos o tempo todo e pude me curar dos meus com eles curando os deles. todos extremamente necessários pra que eu estivesse aqui ainda, firme e forte. foram tempos de me aliar a muitas outras tribos, totalmente desconhecidas que foram aparecendo e deixando cada uma a sua marca, o seu diferencial, que foram somando-se a mim pra poder continuar a extensa batalha diária de 365 dias...

nessas épocas lembro de tudo que foi passado, tento lembrar do que eu estava pensando pra esse ano, pela mesma época, no ano passado; e, tentando analisar se as coisas desejadas há um ano tinham acontecido, ou não; o que melhorou, o que piorou, enfim, acho que aquele balanço geral que todo mundo tem por essas épocas. claro que, pra variar, as minhas análises são um pouco mais precoces e extensas, tentam analisar muito mais minuciosamente tudo, sempre.

o que resta pra um próximo ano são aquelas promessas internas gerais: ser uma pessoa melhor, arranjar um emprego melhor, ser mais isso, ou mais aquilo. internamente eu to pedindo apenas pra ter um ano normal, sem mais nada, apenas quero que tudo aconteça ao seu tempo, porque aprendi que quando se quer muito, mais coisas, elas realmente acontecem. por isso to esperando um 2009 normal pra todos, apenas quero mais felicidade verdadeira, não aquela do "-tudo bem? - sim, tudo ótimo e contigo?!", isso é mera falta de educação, porque na verdade ninguém está ouvindo a pergunta real que o próximo faz, apenas já tem frases prontas pra certos tons de voz que nos aparecem no dia-a-dia. quero sim, mais felicidade, masi tranquilidade, mais harmonia, mais paz, mais entendimento; nada de mais trabalho, mais festas, mais emoções, mais amores: isso tende a ser extremamente complexo de lidar, digo por experiência própria.

é isso aí, penso que o espírito de natal chegou, bem acompanhado daquele que nos permite enxergar o próximo ano. os espíritos estão à solta, cuide-se!


[foto: meramente ilustrativa roubada do blog de rui gonçalves - espanta espíritos/ rui gonçalves]

7 comentários:

Alice disse...

gostei do teu balança anual e faço a mesma pergunta que tu fez no meu...

;]

Rafael disse...

hahah

faço da minha resposta a tua!
;)

Di disse...

Penso que tudo o que aconteceu durante 2008 foi para mostrar o quanto somos fortes e podemos aguentar o que vier... Com a certeza de um 2009 bem recompensado, pensamos que o início dele será com um lindo Sol das 20, e, vem chegando o verão...

=)

sempre por aqui!

;)

Ci disse...

Gente.... tão matando 20085 e ele nem acabou ainda!!

Tem meu aniversário aindaaaaaaa!!

Ci disse...

20085 é bom né... 2008!!

pOp.NeWs disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas Rafael disse...

Pior que é bem nesse nivel quando chega o final do ano...
Pra mim foi um ano normal, sendo que considero o ano passado melhor.

Ah e alias adoro dezembro por uma coisa "torrar dinheiro a full" hahahaah...